Google pode bater o Facebook
Com cinco meses de vida, conseguiu em Novembro 65 milhões de visitantes. O Facebook precisou de 42 meses
0
0
Google pode bater o Facebook
Por Inês Alves

O estudo foi realizado exclusivamente para o site Veja e revela que o maior portal de buscas na Internet pode, em breve, atingir tão bons resultados quanto o seu principal concorrente, o Facebook. 

Com cinco meses de existência, o Google conseguiu no mês de Novembro um total de 65 milhões de visitantes. Para o mesmo valor, o Facebook precisou de 42 meses, o Twitter de 41 e o LinkedIn de 90. 

Ainda há assim, existem algumas ressalvas a fazer: o Facebook poderá ter demorado mais tempo porque o seu fundador, Mark Zuckerberg, tinha inicialmente pensada numa rede para uso exclusivo universitário, e só mais tarde foi aberta a outras participações. Para além disso, a Internet e as redes sociais têm hoje muitos mais adeptos do que na altura em que o Facebook foi criado. Nessa altura, esta rede social conseguia um total de 49 milhões de visitantes ao mês. 

Para o Google, o valor de 65 milhões representa uma verdadeira conquista neste segmento de mercado, sobretudo agora que as redes sociais já fazem parte do quotidiano. 

  

      

Google pode bater o Facebook
Partilha o artigo
Enviar o artigo: Google pode bater o Facebook
Comentários

Comentários
Nome *
Email *
Localidade *
Anónimo
O seu comentário *
Está a submeter o seu comentário a esta notícia através do IP . Como não tem o login efectuado, o seu comentário está limitado a 300 caracteres e será alvo de moderação, pelo que não será publicado de imediato. Se comentar depois de efectuar login, beneficia de um conjunto de funcionalidades exclusivas para leitores registados.
Inicie sessão ou registe-se gratuitamente.

Revista SÁBADO
Assine a revista SÁBADO
SÁBADO versão Epaper
A minha conta SÁBADO
Edição nº 572
16 a 22 de Abril
Copyright ©
Todos os direitos reservados. É expressamente proibida a reprodução, na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da PRESSELIVRE - Imprensa Livre, S.A., uma empresa Grupo Cofina Media SGPS, S.A..
Obrigado por ler a SÁBADO
;)
     
     
Para poder adicionar esta notícia aos seus favoritos deverá efectuar login
Caso não esteja registado no site do Record, efectue o seu registo gratuito.