Você está em:Pessoas

Vídeos

Entrevista

Adelina Moura: “Escrever à mão custa muito aos alunos”

18-10-2014

É professora de Português e Francês mas nas suas aulas os telemóveis e os tablets não são proibidos. Pelo contrário. Usam-se. E sem medos. Tal como a Internet ou os vídeos. É o mobile learning de que falará na TEDxLisboa

Por Sara Capelo

Quando começou a leccionar, com 20 anos, Adelina Moura ainda andava na universidade – este era o único local onde tinha acesso a um computador. Até que um colega lhe falou sobre um sistema mais portátil e a jovem professora lembrou-se de o usar para fazer o seu primeiro quiz numa sala de aula. Foi um sucesso. Três décadas depois, aos 54 anos, é uma entusiasta do uso de telemóveis e tablets com os alunos. Tem escrito dezenas de artigos sobre o assunto, que escolheu também para a tese de doutoramento. No dia 18 de Outubro, descreveu as suas experiências na conferência TEDxLisboa sobre Educação, com o tema “Mobilizar é agir”, que a SÁBADO transmitiu em directo no site. 

Sendo uma professora de letras, como é que surgiu este interesse pelas tecnologias?
Já vem de mais longe do que eu imaginava. Quando fiz estágio em 1984/85 levei um computador para uma aula assistida de Francês.

O computador devia ser uma grande torre.
Não era muito grande. Em França, antes da Internet tinham um sistema só para os franceses que era muito parecido com a Internet. As pessoas pagavam o serviço e podiam ter acesso à meteorologia, aos horários dos comboios. Era a Minitel. Um colega, cujos pais estavam emigrados, tinha um desses aparelhos. Era um computador com ecrã, teclado. Ele tinha um programinho (um quiz de escolha múltipla) em que o aluno carregava na tecla e se tivesse certo dava um som de palmas, se estivesse errado dava um som menos agradável. Levei para a escola e os miúdos adoraram. Estamos a falar de 1984.

Depois há um salto no tempo.
Eu sempre gostei de dar aulas engraçadas, com os alunos motivados, de os surpreender. Não gosto de rotina, de ter os alunos a dormir [risos]. Gosto deles espevitados, participativos. Quando me ponho a pensar no que vou fazer, às vezes surgem-me ideias e pronto.

Usa sempre tecnologia nas aulas?
Não. Vou usando conforme considero mais apropriado para o assunto que estou a abordar.

Conseguiu que na sua escola se comprassem alguns tablets. Que tipo de trabalho fazem com ele?
Nas línguas, podem gravar a leitura, entrevistar um colega. Até o fazem com os telemóveis. Podem pesquisar informação, escrever no blogue da turma. Podem entrar em contacto com os colegas de outras turmas, de outros países.

Carregue na foto seguinte para ler mais.

Deixar Comentário

Por favor faça Login/Registo para comentar este artigo.

comentários

Mais pessoas





Copyright ©. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Edirevistas, S.A. , uma empresa Cofina Media, SGPS. Consulte as condições legais de utilização.