Você está em:Multimédia / Vídeos

Vídeos

Desporto

Taça de Portugal: Mais um Roberto no pior Benfica (vídeo)

03-12-2011

Por CM

O Benfica realizou uma exibição muito pobre, sem os seus jogadores mais dinâmicos (Maxi Pereira, Luisão, Javi García e Aimar), beneficiou de um penálti duvidoso para se adiantar no marcador (26’) e não teve capacidade de suster a reacção madeirense. Ao fim de 23 jogos, o Benfica perde pela primeira vez, Jorge Jesus vê adiado mais um ano o sonho de vencer a Taça de Portugal no Jamor, onde o clube esteve pela última vez em 2005, e gorou-se a possibilidade de um novo dérbi antes do Natal.

O brasileiro Roberto Sousa deu corpo à boa reentrada do Marítimo, com um pontapé memorável a mais de 30 metros e aos 70 minutos o guineense Sami, uma das revelações da época, certificou a reviravolta, com um chapéu a Eduardo, num lance de contra--ataque facilitado pela defensiva encarnada.

O Benfica exerceu um domínio enganador no 1º tempo, uma fase confusa e pouco espectacular, praticamente sem ocasiões de golo, mas na segunda parte não teve andamento para as arrancadas dos avançados do Marítimo. Jesus levou tempo a mudar a equipa, foi penalizado com o segundo golo no momento em que lançava Aimar, e apesar das oportunidades construídas nos últimos 15 minutos, o triunfo do Marítimo manteve-se e foi justificado.

WITSEL FUGIU À INESPERADA SONOLÊNCIA

Eduardo – Adiantado, no magnífico golo de Roberto Sousa, evitou males maiores, com duas grandes defesas.

Ruben Amorim – Sami colocou--lhe muitos problemas.

Jardel – A primeira parte foi irrepreensível, na segunda as dificuldades cresceram.

Garay – Demasiado tranquilo no 1º tempo. Foi obrigado a ‘entrar’ no jogo após o intervalo

Emerson – A tentativa de evitar o golo de Sami foi desastrosa.

Matic – A coordenação com Witsel esteve longe de fazer esquecer Javi García.

Gaitán – Foi a águia mais influente na 1ª parte. Desapareceu após o descanso.

Nolito – ‘Fabricou’ o golo do Benfica e fugiu muitas vezes à defesa insular. Mas perdeu gás.

Saviola – Sofreu de um mal que contagiou toda a equipa – só esteve bem até ao intervalo.

Rodrigo – Desperdiçou duas boas oportunidades.

Aimar – A equipa melhorou muito com o argentino em campo. Desperdiçou duas boas oportunidades.

Maxi Pereira – O lateral-direito titular entrou demasiado tarde.

Nélson Oliveira – Nos 10 minutos que esteve em campo, fez um remate ao lado.

Witsel – Não atingiu o nível do argentino Gaitán no primeiro tempo, mas foi o mais regular. O jogo do Benfica passou sempre por ele.

JORGE JESUS: "BENFICA FOI SURPREENDIDO"

"Fizemos tudo para alterar o resultado. É assim o futebol. As coisas acontecem quando menos se espera", disse ontem Jorge Jesus, depois da derrota do Benfica com o Marítimo. "Acabámos por ser surpreendidos. O Marítimo teve felicidade, não acontecem muitos golos daqueles [Roberto Sousa]. O adversário teve sorte, mas também mérito", acrescentou.

FICHA DO JOGO

Taça de Portugal – ‘Oitavos’ – 02/12/2012

Estádio dos Barreiros – Assistência: 5000

Golos: 0-1 Saviola (26’ g.p), 1-1 Roberto Sousa (60’), 2-1 Sami (70’)

Figura do jogo: Sami, avançado, 22 anos

MARÍTIMO

Ricardo Ferreira, Briguel, João Guilherme, Roberge, Luís Olim, Rafael Miranda, Roberto Sousa, Olberdam (Benachour 84’), Danilo Dias (Héldon 61’), Sami (Igor 83’), Baba.

Suplentes não utilizados; Peçanha, Tchô, Gonçalo Abreu,João Luiz, Fidelis

Treinador: Pedro Martins

BENFICA

Eduardo, Rúben Amorim (Maxi Pereira 85’), Jardel, Garay, Emerson, Matic (N. Oliveira 75’), Witsel, Gaitán, Nolito, Saviola (Aimar 69’), Rodrigo.

Suplentes não utilizados: Mika, Miguel Vítor, Bruno César e Javi García

Treinador: Jorge Jesus

Árbitro: Paulo Baptista (Portalegre)

Disciplina: Amarelos: Briguel (25’), Rúben Amorim (39’) e João Guilherme (79’)

Deixar Comentário

comentários

Galerias de vídeos





Notícias

Copyright ©. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Edirevistas, S.A. , uma empresa Cofina Media, SGPS. Consulte as condições legais de utilização.