Você está em:Multimédia / Fotografias

Vídeos

Mundo

Soldado atingido a tiro morreu em Otava

22-10-2014

Polícia confirmou que há três tiroteios na cidade e pediu aos cidadãos para se afastarem das zonas afectadas 

Por CM

Um soldado canadiano que se encontrava de guarda no 'Monumento de Guerra Canadiano', nas imediações do Parlamento, foi esta quarta-feira morto a tiro em Otava, capital do Canadá. As autoridades perseguiram e o atirador, que saiu a correr em direcção ao Parlamento. Na sequência da fuga, foram ouvidos pelo menos 30 tiros no interior do edifício.

Os tiros disparados terão sido dos polícias destacados no local. De acordo com a 'CNN', quando o tiroteio terminou, o atirador encontrava-se caído no chão, junto à porta da biblioteca do Parlamento.

Apesar de, até ao momento, apenas uma pessoa ter sido abatida pela polícia, Marc Soucy, responsável pelo serviço policial da cidade confirmou que há mais do que um atirador e a existência de um total de três tiroteios. Este último decorreu no Centro Comercial Rideau, que se encontra perto dos outros incidentes confirmados.

Tanto o Parlamento como o centro comercial se encontram encerrados pela polícia sem que qualquer pessoa possa entrar ou sair. Uma jornalista da rádio canadiana Global National escreveu no Twitter que junto ao Rideau Centre, está um "pandemónio total" e que "A polícia grita para que toda a gente se afaste", aumentando assim as suspeições de que uma possível ameaça ainda esteja por capturar.

A polícia de Otava confirmou ter recebido uma chamada às 09h52 horas (14h52 horas em Lisboa). As autoridades canadianas confirmaram, ao final da tarde desta quarta-feira que o soldado atingido a tiro não resistiu aos ferimentos e acabou por morrer.

Os incidentes ocorrem apenas dois dias depois de dois soldados canadianos terem sido atropelados - um deles mortalmente - no Quebeque por um homem ligado aos 'jihadistas'.

O primeiro-ministro canadiano Stephen Harper cancelou os eventos públicos da sua agenda para esta quarta-feira, incluindo o encontro com a vencedora do prémio Nobel da Paz desta ano, Malala Yousafzai, que se encontra em Toronto para receber a cidadania honorária canadiana.

Deixar Comentário

Por favor faça Login/Registo para comentar este artigo.

comentários

Galerias de fotografias





Copyright ©. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Edirevistas, S.A. , uma empresa Cofina Media, SGPS. Consulte as condições legais de utilização.