Você está em:Multimédia / Fotografias

Vídeos

Mundo

Ilha de Nova Iorque em escombros

21-06-2012

No século XVII, Nova Iorque ainda era um colónia britânica, os ingleses reservaram-na para uso exclusivo dos governadores. O nome – Governors Island – ficou até hoje.

A partir de 1776 passou a servir de base militar do exército.

Quando a linha de metro Lexington Avenue foi feita, recebeu toneladas e toneladas de terra e detritos que resultaram da escavação e aumentou de tamanho, ganhando mais 0,33 quilómetros quadrados de espaço.

Em 1966 a passou para a propriedade da Guarda Costeira, altura em que lá foram construídos 3500 apartamentos para os residentes permanentes. A ilha transformou-se numa mini-cidade com escola, um motel, um cinema, jardins, e várias lojas.

30 anos depois, a Guarda abandonou a ilha ao largo de Manhattan, não sem antes ter demolido parte dos edifícios.

Em 2003 a Governors Island passou a ser propriedade do Estado de Nova Iorque. É possível que seja aproveitada para expandir o campus da Universidade e as suas residências universitárias. Mas, até agora, para além do monumento nacional que fica numa das pontas da ilha, responsabilidade do Serviço Nacional de Parques, e de alguns concertos esporádicos lá feitos, nunca mais ninguém lhe ligou.

Hoje em dia, mostra um trabalho fotográfico publicado no Mail Online, mantém a fabulosa vista para os arranha céus mais conhecidos do mundo, incluindo o recente One World Trade Center. Mas quem olha para ela, só vê escombros.

Carregue na próxima fotografia para continuar a ler.

Deixar Comentário

Por favor faça Login/Registo para comentar este artigo.

comentários

Galerias de fotografias





Copyright ©. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Edirevistas, S.A. , uma empresa Cofina Media, SGPS. Consulte as condições legais de utilização.