Você está em:Multimédia / Fotografias

Vídeos

Hong Kong

Sim, há gente a morar aqui

22-02-2013

É umas das cidades mais ricas do mundo. E uma das mais pobres. Em Hong Kong há pessoas a viver em apartamentos com 3 metros quadrados

Os prédios são estreitos, tão estreitos que parecem poder desmoronar-se com uma brisa mais forte. Mesmo assim, cada piso (e são tantos os pisos) pode ter cinco ou seis apartamentos. Todos de um só quarto. Uma divisão onde funciona geralmente a casa inteira: de pouco mais de três metros quadrados há quem faça cozinha, sala de jantar, sala de estar, quarto e casa de banho.

Quem o faz, raramente o faz sozinho: há famílias de quatro pessoas a partilharem espaços tão acanhados como este. Onde? Em Hong Kong, uma das cidades mais ricas do mundo, onde o último recenseamento, em 2007, revelou que mais 100 mil famílias já recebiam mais de 3910 euros mensais. O problema? Hong Kong é também uma das cidades mais pobres do mundo: de acordo com o mesmo levantamento de dados, em 2007 foram 80 mil as famílias a engrossar as listas dos que recebem menos de 391 euros/mês. São esses milhares de pessoas que vivem nestes apartamentos minúsculos, claustrofóbicos e insalubres.

As fotografias foram tiradas nos bairros de Sham Shui Po, Yau Tsim Mong e Kowloon City. Mas podiam ter sido captadas em qualquer uma das 18 zonas de Hong Kong, garante a SoCO (Society for Community Organisation), a ONG local responsável pelo trabalho fotográfico e pela campanha que visa alertar a comunidade para o problema. De acordo com as palavras do director Ho Hei Wah, ao britânico Mail Online, são centenas de milhares as pessoas que subsistem nestas condições. A fila de espera para a habitação pública é enorme e os preços cobrados por metro quadrado incomportáveis para as famílias mais pobres. A agravar ainda mais o problema está a alta densidade populacional na cidade: sete milhões. 

Deixar Comentário

comentários

Galerias de fotografias





Notícias

Copyright ©. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Edirevistas, S.A. , uma empresa Cofina Media, SGPS. Consulte as condições legais de utilização.