Você está em:Multimédia / Fotografias

Vídeos

Arábia-Saudita constrói cidade industrial só para mulheres

O plano para a entrada na cidade

13-08-2012

Cerca de 5 mil postos de trabalho vão ser criados, na Arábia-Saudita, dentro daquilo que será a primeira cidade industrial exclusivamente construída para o sexo feminino. A lei islâmica motiva o projecto. A Sharia não impede as mulheres de trabalharem, como afirma o diário britânico ‘Mirror’, mas proíbe a mistura de sexos no local de trabalho. A construção vai ter início em 2013, diz o ‘Daily Mail’.

Apenas 15 por cento das mulheres no país têm emprego. De acordo com Saleh Al-Rasheed, responsável na Autoridade de Propriedade Industrial do reino da Arábia-Saudita, existem vários projectos para a construção de espaços industriais exclusivamente reservados a mulheres, nos quais o ambiente de trabalho será pensado de acordo com “as directrizes e regulações islâmicas”.

As empregadas nesta primeira cidade industrial feminina vão trabalhar na indústria farmacêutica, têxtil e alimentar. Actualmente, segundo o ‘Mirror’, as únicas mulheres que trabalham no reino fazem-no nos sectores da roupa interior feminina e cosméticos.

O país tem reformado algumas das suas posições no que toca às liberdades concedidas à mulher. O rei saudita, Abdullah, afirmou que pela primeira vez as mulheres vão poder votar e candidatar-se às eleições locais, que terão lugar em 2015.

Nestes Jogos Olímpicos de Londres competiram, também pela primeira vez na história do evento, duas atletas da Arábia-Saudita: Sarah Attar, de 19 anos, e Wojdan Shaherkani, com 16.

Deixar Comentário

Por favor faça Login/Registo para comentar este artigo.

comentários

Galerias de fotografias





Copyright ©. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Edirevistas, S.A. , uma empresa Cofina Media, SGPS. Consulte as condições legais de utilização.