Você está em:Multimédia / Fotografias

Vídeos

Dinheiro

Semapa em conversações para comprar PT Portugal

26-11-2014

Os fundos Apax e Bain estão em conversações com parceiros portugueses, com vista a ter um parceiro nacional que faça parte da sua proposta

Por Ana Torres Pereira/Neg.

A Semapa, liderada por Pedro Queiroz Pereira, poderá ser o parceiro nacional que faltava à proposta da Apax e da Bain de aquisição da PT Portugal.

Segundo apurou o Negocios junto de fontes de mercado, a Semapa está em conversações com os fundos para participar na já citada proposta que estes estão a ultimar.

A proposta vinculativa, que será entregue no próximo 28 de Novembro, já deverá conter a participação da Semapa, desconhecendo-se para já qual a participação que a empresa de Queiroz Pereira terá no consórcio.

Foi esta quarta-feira noticiado pelo Diário Económico que os CTT estavam a analisar a possibilidade de participar neste consórcio, ficando com uma participação de até 20%.
Os CTT confirmaram a 13 de Novembro que estão a acompanhar o processo de compra de PT Portugal.

No entanto, não é claro se a entrada da Semapa na corrida à PT Portugal afaste os Correios do projecto.

O consórcio dos fundos Apax e Bain fechou o acordo com o sindicato bancário que financiará a oferta para adquirir a PT Portugal. O Barclays, o UBS e a Merrill Lynch garantirão 70% da oferta, sendo o resto suportado com capitais próprios, como noticiou o Negócios.

A Apax e o Bain ofereceram 7.075 milhões de euros pela PT Portugal, excluindo as operações fora de Portugal. A oferta financeira é semelhante à da Altice, prevendo o diferimento do pagamento de 800 milhões de euros. O grupo francês, dono da Cabovisão e da Oni, ofereceu 7.025 milhões, tendo como assessores financeiros a Goldman Sachs, a Morgan Stanley, a JP Morgan, o Credit Suisse e o Deutsche Bank, como noticiou o Negócios.

Deixar Comentário

Por favor faça Login/Registo para comentar este artigo.

comentários

Galerias de fotografias





Copyright ©. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Edirevistas, S.A. , uma empresa Cofina Media, SGPS. Consulte as condições legais de utilização.