Você está em:Multimédia / Fotografias

Vídeos

Mundo

Vendem-se noivas vietnamitas baratas

01-09-2014

Como no deles não há, são cada vez mais os chineses que vão ao país do lado buscar mulheres. Em média, pagam 2.440 euros

Por Tânia Pereirinha

A avaliar pelos últimos números divulgados pelo Governo chinês, os casamentos dos filhos dos homens e mulheres que hoje dizem o “sim” serão mais fáceis: 100 raparigas nascidas para cada 118 rapazes não é má média.

O problema é o agora: depois de décadas de política do filho único e de anos e anos de abortos selectivos por preferência de género, as noivas chinesas são uma espécie em vias de extinção. Como as que ainda restam por casar obedecem às leis da oferta e da procura e exigem dotes cada vez mais elevados – “A família da noiva pede um carro e uma casa”, explicou à Agence France-Presse (AFP) Wang Yangfang, comerciante na província de Henan –, os chineses têm de procurar o “amor” do outro lado da fronteira. No Vietname, explicou também Yangfang, os preços são mais baixos. Em média, apurou a agência francesa, cada dote custa 2.440 euros – menos de um quarto do que se gasta na China.

Os chineses mais pobres, trabalhadores rurais e da construção, viajam geralmente para Hanói, Ho Chi Minh ou para a região do delta do Mekong, a trabalho, e conhecem, por si, as futuras noivas – foi o que aconteceu ao marido de Vu Thi Hong Thui, 21 anos. Ela, que garante que se mudou para Linqi, província de Henan, por paixão, diz que hoje tem uma vida melhor: “No Vietname trabalhávamos mas não ganhávamos o suficiente. Agora só o meu marido é que trabalha.”

Carregue na foto seguinte para continuar a ler.

Deixar Comentário

Por favor faça Login/Registo para comentar este artigo.

comentários

Galerias de fotografias





Copyright ©. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Edirevistas, S.A. , uma empresa Cofina Media, SGPS. Consulte as condições legais de utilização.