Você está em:Multimédia / Fotografias

Vídeos

Sociedade

Dois dias a partir pedra

21-09-2014

A SÁBADO aprendeu a fazer calçada portuguesa na Escola de Calceteiros da Câmara de Lisboa. Transpirámos, ficámos com dores nas mãos e nas costas, e só fizemos um quadrado de 50 centímetros

Por Susana Lúcio

Seguro a pedra na mão esquerda e desenho um traço com um lápis na face mais plana. A ideia é partir, num corte limpo, o paralelepípedo, para conseguir um triângulo. Pego no martelo e faço pontaria. “Tum!” Nada. A pedra continua intacta. Volto a bater duas, três, quatro vezes. E a minha mão começa a latejar. Até porque já tinha sido posta à prova antes: para partir pedra foi preciso, primeiro, trazê-la para perto de mim; e andar pelo meio dos meus colegas a empurrar um carrinho de mão com areia – podia ter feito apenas uma viagem (foram duas), mas nunca conseguiria levantá-lo e empurrá-lo cheio. E já bastava o esforço para não atropelar pessoas.

Carregue na foto seguinte para ler mais.

Deixar Comentário

Por favor faça Login/Registo para comentar este artigo.

comentários

Galerias de fotografias





Copyright ©. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Edirevistas, S.A. , uma empresa Cofina Media, SGPS. Consulte as condições legais de utilização.