Você está em:Multimédia / Fotografias

Vídeos

Animais

Coisas estranhas que os bichos fazem para se arrefecerem

19-08-2014

Não é por serem porcos que chafurdam, é mesmo porque a lama ajuda a manter a temperatura baixa... É que a maioria dos animais não consegue suar

Pode ter sido graças à sua capacidade de suar em bica que o ser humano conseguiu desenvolver o seu cérebro, grande e quente. Os outros animais tiveram de arranjar outras soluções para regular a temperatura corporal. Algumas são giras, outras são nojentas. Muito mais nojentas do que lama...

Orelhas
As orelhas desproporcionais das lebres são muito engraçadas, mas também têm uma função prática. E não, não é para ouvirem melhor. A vasta rede de vasos sanguíneos que percorre as orelhas permitem ao roedor regular a sua temperatura.
Se estiver muito frio, as veias apertam-se para conservar o calor. Se o ambiente estiver muito quente, as veias dilatam. Ao aumentar a superfície, há mais perda de calor. Conseguindo regular a temperatura interna, a lebre não sua, ou seja, conserva mais a água.

Também os elefantes usam as orelhas para se arrefecer. Mas com outra técnica. Eles abanam-nas com força para as arrefecer e entre o agitar e a grossura da pele, o sangue que passa pelas orelhas consegue arrefecer até 8ºC. Para aumentar o efeito, eles também usam a tromba para molhar as orelhas.

Uma equipa de biólogos de Stanford, H. Craig Heller e Dennis Grahn, desenvolveram em 2012 um aparelho que utiliza os mesmos métodos para arrefecer a pele humana: a ‘cooling glove’ (luva refrescante), que usava um sistema de circulação de ar fresco para arrefecer as veias das mãos. Poderia ser usada para diminuir a fatiga muscular durante o exercício.

Carregue na foto seguinte para continuar a ler.

Deixar Comentário

Por favor faça Login/Registo para comentar este artigo.

comentários

Galerias de fotografias





Copyright ©. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Edirevistas, S.A. , uma empresa Cofina Media, SGPS. Consulte as condições legais de utilização.