Você está em:  Viagens / Xangai

As marginais de Xangai

Até meados do século XIX, Xangai era apenas mais uma cidade chinesa sem muito a distingui-la de tantas outras. Ganhou vida quando os britânicos chegaram, principalmente à zona junto ao rio Huangpu. Depois apareceram russos, franceses, americanos e japoneses. Na longa marginal à beira-rio, hoje conhecida como Bund e um dos principais pontos turísticos da China, foram construídos dezenas de prédios. Bancos, empresas, jornais, consulados e hotéis foram os primeiros a fixarem-se.
Num passeio pela marginal, ainda é possível reviver esses tempos áureos do fim do século XIX e início do XX, quando Xangai era o terceiro maior centro financeiro do mundo.
Começando pela ponta sul da longa avenida, o Banco de Hong Kong e Xangai é dos primeiros prédios e um dos mais imponentes. Construído em 1921, foi durante muitos anos considerado o mais elegante da Ásia. Mantém, no interior, belíssimos murais restaurados. À entrada estão os leões de bronze e a tradição garante que traz boa sorte tocar-lhes na cabeça e nas patas. 
Ao lado, no edifício da Alfândega, impressiona um átrio decorado com mosaicos marítimos. Os edifícios do Banco Russo-Asiático, do antigo Banco de Taiwan e do jornal North China Daily News são outros bons exemplos da época colonial.
A estrutura do antigo Palace Hotel, construído em 1906 e durante décadas considerado o melhor da cidade, é outro ex-líbris. Hoje está integrado no vizinho Peace Hotel, outro edifício emblemático do Bund. Construído em 1930 pelo milionário Victor Sassoon, mantém o ambiente art déco que identifica os anos dourados de Xangai.
Já quase no fim do Bund, o edifício do Banco da China cruza elementos arquitectónicos do estilo tradicional chinês e dos anos 20 norte-americanos.
Da marginal vê-se o outro lado do rio Huangpu, onde nos últimos anos tem vindo a nascer uma nova área, Pudong, com os seus arranha-céus.
 
COMO IR
 
A Swiss Air Lines voa de Lisboa para Xangai com tarifas a partir dos € 660, já com taxas incluídas.
 
 
ONDE FICAR
No Hyatt on The Bund. Fica na ponta Norte da marginal e tem vistas fantásticas sobre o Bund e Pudong. Quarto duplo a partir de € 135.
 
ONDE COMER
No M on the Bund. Fica num edifício de 1920, tem bar, terraço, vista para os arranha-céus de Pudong e é um dos melhores restaurantes da cidade. Preço médio: € 60.

O QUE COMPRAR
Há muita oferta nas principais ruas de comércio: a Nanjing Lu e a Huaihuai Lu. A primeira tem lojas mais variadas, a segunda é a Quinta Avenida de Xangai.
 
O QUE VISITAR
O bar mais alto do mundo: é o bar do hotel Grand Hyatt, em Pudong. Chama-se Cloud 9, fica no 87º andar e tem uma vista sobre toda a cidade de Xangai. Ideal para uma bebida ao fim da tarde.
 
 

Pesquisa Viagens





Copyright ©. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Edirevistas, S.A. , uma empresa Cofina Media, SGPS. Consulte as condições legais de utilização.