Você está em: Homepage / Crónicas / Cristina Fernandes e Susana Casanova / O protocolo numa entrevista profissional

O protocolo numa entrevista profissional

Num período tão complexo como o que se atravessa é preciso estar-se preparado para alcançar sucesso numa entrevista. A finalidade deste encontro é conseguir “o lugar” a que se aspira e se acredita ser “à nossa medida”. É preciso definir estratégias, aperfeiçoar comportamentos e preparar-se para dar respostas apropriadas.
Por outro lado, não é permitido descuidar a imagem pessoal e o entrevistador irá estar atento aos mais ínfimos detalhes. A imagem é um conceito bastante abragente.
Além de manter a tal energia positiva, não chegue atrasado ou em cima da hora – aumenta drasticamente o nível de “stress” e passa uma ideia de “escasso interesse”. Em seguida, desligue o telemóvel, espere em silêncio, sorria e observe o ambiente.
E, não menos importante, crie uma boa primeira impressão. Estou convicta que este aspecto é um facilitador em todo o processo. Se não conquistar o entrevistador, como conseguirá conquistar a posição?
No momento da entrevista dê atenção a todos os pormenores: trate o entrevistador pelo título académico (salvo indicação explícita em contrário), aguarde que lhe indiquem o lugar onde se sentar, escute atentamente cada pergunta e organize a resposta, não fale negativamente sobre nenhum tema, muito menos sobre a empresa ou a chefia. Por muita curiosidade que tenha, num primeiro contacto, evite a questão do salário.
Um outro aspecto a cuidar é a forma como apresenta o Curriculum e argumenta sobre a experiência profissional. Evite mentir seja sobre que aspecto for. O entrevistador tem, como todos nós, à distância de um “click” acesso à internet e a possibilidade de validar informação. Pior ainda é quando se mente e se diz ser amigo de A, ter frequentado o curso N, ter trabalhado com Y e ter sido responsável pelo projecto X. Ser apanhado numa mentira é mais penoso do que confessar, de forma airosa, que ainda não teve oportunidade de desenvolver “aquele projecto”. É determinante revelar uma atitude optimista, mas não tola.
Em questões de imagem pessoal acautele o elementar: hálito fresco, odor agradável e perfume suave, cabelo limpo e penteado. É sempre mais seguro e acertado – obviamente isto depende do tipo de lugar a que se está a concorrer – optar por um estilo mais conservador, o que para Senhores se traduz num fato escuro, de corte clássico e para Senhoras se opta por traje equivalente ou por um vestido, por exemplo. No que respeita às cores é preferível não dar largas à imaginação. Uma cor mal escolhida pode deitar tudo a perder. Prefira as cores neutras e evite combinar a cor da gravata com o logotipo da empresa!
No final, agradeça a entrevista bem como a oportunidade e despeça-se com serenidade e cortesia.
Susana de Salazar Casanova
http://protocolopt.blogspot.com

[Error loading the WebPart '']
The file '/CMSWebParts/viewers/relateddocumentsWithfulldatadocuments.ascx' does not exist.

Comentários


Outras Crónicas





Copyright ©. Todos os direitos reservados. É expressamente proíbida a reprodução na totalidade ou em parte, em qualquer tipo de suporte, sem prévia permissão por escrito da Edirevistas, S.A. , uma empresa Cofina Media, SGPS. Consulte as condições legais de utilização.